O Carnaval está chegando e este momento de descontração e curtição não pode deixar de lado a responsabilidade com a sua saúde. Previna-se contra as doenças sexualmente transmissíveis, fazendo o uso da camisinha! Vamos relembrar as principais doenças?

Condiloma acuminado (HPV) ou “papilomavírus humano” – doença sexualmentetransmissível mais comum entre homens e mulheres, o HPV é a principal causa do câncer de colo de útero. No mundo inteiro só existem dois canceres que os médicos conseguem afirmar o principal fator de risco: o de pulmão, causado pelo fumo, e o de colo de útero, causado pelo HPV. Existem mais de 100 tipos de HPV que causam verrugas de tamanhos variáveis na cabeça (glande) do pênis e no ânus da mulher. Na mulher, os sintomas mais comuns surgem na vagina, vulva, região do ânus e colo doútero.

Aids (Síndrome da imunodeficiência humana) – doença causada pelo vírus HIV, que acomete o sistema imunológico humano, deixando o organismo suscetível a outras doenças. É transmitida pelo sexo (vaginal, oral ou anal) sem camisinha, pelo compartilhamento de objetos perfurocortantes contaminados ou da mãe para o bebê na gravidez, parto ou amamentação.

Cancro mole (cancro venéreo) – doença causada pela bactéria Haemophilus ducreyi que provoca a formação de feridas com pus nos órgãos genitais. As feridas vão aumentando de intensidade com o tempo, podendo progredir para a formação de caroços doloridos na virilha. A transmissão ocorre por relação sexual desprotegida, sendo a camisinha a principal forma de prevenção.

Gonorreia (blenorragia) – doença causada pela bactéria Neisseria gonorrheae que pode infectar o pênis, o colo do útero, o reto, a garganta e os olhos. Se não tratada, pode causar também a infertilidade, dor durante o ato sexual e provocar o desenvolvimento do feto nas trompas de falópio, ao invés do útero. A prevenção é feita através do uso de preservativos durante a relação sexual.

Herpes – doença causada por um vírus que propicia a formação de bolhas, principalmente, na parte externa da vagina e no pênis. Essas bolhas costumam estourar e formar feridas doloridas. A doença tem tratamento, mas não tem cura. Sua transmissão só ocorrerá em sua forma ativa, quando a doença tiver se manifestado. Além do contágio sexual, pode ser transmitida da mãe para o filho durante o parto.

Sífilis – doença causada pela bactéria Treponema pallidum que pode ocorrer em três estágios, sendo o primeiro caracterizado com feridas nos órgãos sexuais e caroços nas virilhas. Se não for tratada, pode contribuir para o surgimento de manchas no corpo, queda de cabelos, paralisias e até cegueira. Pode ser transmitida através do sexo sem proteção com alguém infectado, por transfusão sanguínea ou da mãe para
o bebê durante a gravidez ou durante o parto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *