➡ Em 90% dos casos, o cálculo renal é provocado por distúrbios metabólicos. Os distúrbios metabólicos mais comuns são o baixo volume urinário, a hipercalciúria – caracterizada pelo excesso de cálcio na urina, a hiperuricosúria – excesso de ácido úrico, e a hipocitratúria – diminuição do citrato, substância que impede que os cristais se agreguem levando à sua precipitação.
.
➡ Ao ingerir muito sódio, será preciso eliminá-lo pela urina. O rim tem um transportador que ao eliminar o sódio, excreta também o cálcio. Então, a pessoa acaba tendo hipercalciúria porque come muito sal.
.
➡A recomendação geral é que quem tem histórico familiar de cálculo renal e propensão a ter o problema deve beber grande volume de água por dia, a fim de manter débito urinário acima de 2 litros, e aumentar o consumo de ácido cítrico e reduzir o consumo de carne e sal. O sódio deve ficar restrito a 3g por dia. E o cálcio deve ser ingerido de forma balanceada, sem grande excessos ou restrições.
.
➡ Uma vez que se faça o diagnóstico metabólico e a abordagem terapêutica, seja ela comportamental ou medicamentosa, o número de cálculo reduz. Em raros casos a diminuição de cálcio está indicada. Pelo contrário, na maioria das pessoas, a redução da ingesta de cálcio aumenta o risco da formação de cálculos de oxalato de cálcio.

Veja mais no site: http://www.uroclinicaumuarama.com.br/

Em caso de dúvida procure sempre um médico especialista.

➡ Uroclínica Umuarama
Rua Antonio Ostrenski, 3831 – Umuarama – PR
☎ (44) 3622-1886 – Whatsapp https://bit.ly/2XHYEfY – 44 9841-5960
mailto:atendimento@uroclinicaumuarama.com.br

#UroclínicaUmuarama
#Urologia
#MarcosBaeza
#ItaloFioravante
#JansenFerreira
#urologia #saudedohomem #cancerdepenis #cancer #saudeurologica #urologista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *